Postagens Mais Acessadas

3.7.09

Conceitos básicos Sobre Sexologia



Conceitos básicos em sexualidade

Não é infreqüente as mulheres ou mesmo homens questionar os seguintes termos:

Anorgasmia: queixa mais comum entre as mulheres. Na maioria dos casos, a origem é psicológica: ela sente desejo sexual, se excita, mas não consegue atingir o orgasmo. Desejo: fase da resposta sexual humana em que estão presentes fantasias sexuais e estímulos visuais, auditivos, olfativos, gustativos e táteis que prepararão o organismo (corpo e mente) para um possível ato sexual.

Disfunção Erétil: incapacidade persistente total ou parcial do homem em iniciar ou manter uma ereção suficiente para provocar uma penetração e realizar o coito até a ejaculação. Pode ser de origem orgânica ou psicológica. Diabetes, alcoolismo, tabagismo, hipertensão arterial, arteriosclerose, dentre outras, podem causá-la.
Dispaurenia: dor que a mulher sente na relação sexual durante a penetração do pênis.

Ejaculação rápida: a ansiedade está associada a essa disfunção. É a incapacidade do homem em controlar a ejaculação, que ocorre involuntariamente na fase de excitação ou logo após a penetração.

Ejaculação retardada: incapacidade do homem de ejacular dentro da vagina. Tem origem psicológica.

Estímulo olfativo: estimulação sexual através do olfato. Há glândulas na pele, especialmente na região perigenital e anal, que secretam substâncias que estimulam o SNC (veja a seguir). A maioria dos odores é percebida em nível inconsciente. Algumas delas são chamadas de feromônios, substâncias químicas que fazem com que os parceiros se atraiam sexualmente. Cada pessoa tem uma “fórmula química” na composição dos seus feromônios. Estímulo sexual: qualquer ação no Sistema Nervoso Central (SNC) que provoque uma resposta erotizada. Pode ser tátil, visual, olfativa, verbal, gustativo ou auditivo.

Estímulo visual: o que estimula o SNC através da visão. Muito importante para os homens. As mulheres valorizam mais os estímulos táteis nas relações sexuais.

Excitação: fase em que ocorrem várias modificações no organismo. No homem: ereção do pênis, excitação dos mamilos, estimulação das terminações nervosas em todo o corpo, que fazem conexões através da pele, nosso maior órgão sexual. São exalados cheiros para atrair a parceria sexual (feromônios) e ocorre a vasocongestão pélvica – 80 ml de sangue é irrigada para essa região. Na mulher, ocorre fenômeno semelhante, mas ela precisa de 700 ml de sangue para irrigar a região da musculatura pélvica. Há a lubrificação vaginal, os seios e mamilos ficam bem irrigados de sangue, corados e sensíveis e todo o aparelho genital fica sensível. Nessa fase, devem ocorrer as preliminares. O estímulo tátil (tocar) e auditivo (ouvir) são importantes para excitar a mulher. Já o estímulo visual (ver) é o preferido do homem. As preliminares devem ser bem prolongadas para deixar a mulher bem excitada e toda região pélvica irrigada de sangue e sensível.

Fases da resposta sexual humana: são quatro: desejo, excitação, orgasmo e resolução. Gênero: classe cuja extensão se divide em outras classes.

Com relação ao sexo, existem dois tipos de gênero na natureza: o masculino (macho) e o feminino (fêmea).

Maturidade sexual: é quando o corpo humano se encontra fisicamente e emocionalmente preparado para praticar o sexo. O corpo e a mente estão preparados para o sexo no início da adolescência, por voltar dos 14 anos de idade. Na primeira infância (0 a 6 anos) e na segunda infância (7 a 14), as crianças sentem sensações eróticas, mas não estão prontas para fazer sexo com adultos. Na infância, são naturais os jogos sensuais entre elas, pois estão conhecendo seu corpo. Orgasmo: aqui, ocorrem contrações perigenitais e alterações cardiorespiratórias no homem e na mulher. No homem, ocorre a emissão do sêmen. O orgasmo é de todo organismo e comandado pelo cérebro. Ele é elétrico, químico e fisiológico. É o único momento em que o Ser Humano entra no estado que denomino Transe Orgástico , em que existe uma troca de energia vital intercorpos. Toda a energia do corpo circula de forma harmônica. É transe porque ocorre uma alteração do estado da consciência, havendo renovação de energia com o meio ambiente. O orgasmo faz bem para a saúde do físico e da mente. Infelizmente, muitas mulheres e alguns homens não conseguem tê-lo, devido à educação repressora, educação religiosa rígida, iniciação sexual inadequada e traumas. A pessoa que passa pela vida e não consegue ter orgasmo satisfatório não conseguiu viver a vida em toda a sua plenitude. Orientação sexual: orientação sexual e gênero não são opções.

Há três orientações sexuais entre os humanos e os animais: heterossexual, homossexual e bissexual.

Resolução: fase de relaxamento. Houve troca de energia, os corpos estão renovados, o cérebro está inundado de endorfina, substância muito importante para o corpo e as reações cerebrais. Ela é antálgica, combate a dor, e dá uma sensação de leveza e prazer depois do orgasmo. Os corpos ficam em estado de lassidão, repouso e uma sensação de paz e bem-estar toma conta do organismo. Nessa fase, o organismo não responde à estimulação sexual. Sua duração depende da idade e da motivação sexual.

Resposta sexual humana: manifestações físicas e psíquicas frente a um estímulo sexual. Sexo: conjunto de características genéticas, anatômicas e psicossociais que caracterizam um Ser Humano como do sexo feminino ou masculino.

Sexualidade: conjunto de sensações eróticas, físicas e psicológicas. São sensações prazerosas oriundas de todos os órgãos dos sentidos. A sexualidade se manifesta em todas as fases da vida.

Vaginismo: contração involuntária dos músculos da vagina, que impede a penetração do pênis. A causa pode ser de origem psicológica, anatômica ou neurológica.

Caso você tenha dúvidas ou queira um agendamento entre em contato conosco

Nenhum comentário:

Postar um comentário