Postagens Mais Acessadas

3.7.09

Porque Me Preparar Para o Parto Normal?




Para início de conversa… Procuramos adotar neste “blog”, uma linguagem próxima, simples e de caráter informativo e elucidativo entre nossas (os) leitores, destacando assuntos algumas vezes polêmicos e outras vezes bastante simples, mas que causam dúvidas como por exemplo: parto vaginal ou cesariana, berçário ou alojamento conjunto, fazer ou não a episiotomia e outros.

A enfermagem em reabilitação atua exatamente na prevenção de lacerações musculares durante o parto, prevenção de rupturas perineais importantes, disfunções perineais pós parto e auxilia na recuperação mais rápida da mãe! São realizados exercícios de alongamento e fortalecimento das musculaturas envolvidas no parto para que, no momento da expulsão do bebê, a musculatura se alongue bem e não rompa as fibras musculares! Durante o preparo desta musculatura, ou seja, ao longo da gestação, muitas vezes a episiotomia torna-se desnecessária e o médico não precisa fazer um “piquezinho” – pequeno corte” na entrada da vagina para facilitar a saída do bebê. Mas para que isso aconteça, a gestante deve possuir uma musculatura bem alongada e preparada para esse momento – o parto vaginal! É aí que a enfermagem em reabilitação entra!

Preparando bem esta musculatura e dando ao médico a opção de realizar a episiotomia somente quando necessário. A enfermeira especializada também pode acompanhar a gestante durante o trabalho de parto, podendo orientá-la no que fazer, como respirar, que hora relaxar e que hora contrair o assoalho pélvico e ajudar em um alongamento a mais na musculatura perineal (em torno da vagina).

Hoje, se houver uma boa preparação no pré-parto e a mãe não tiver nenhum tipo de intercorrência como o feto em posição errada ou uma bacia pequena para a passagem do bebê, muitos profissionais acreditam que não há necessidade de uma episiotomia no momento do parto!

Quais os benefícios do parto normal?

• Permite a liberação de "coquetel do amor", conjunto de hormônios que conduzem o parto ao seu apogeu, o período expulsivo, atingindo o pique máximo de ocitocina. • A ocitocina no parto encontra-se em doses tais que nunca mais serão atingidas na vida da mulher, e proporciona as condições fisiológicas para a realização do vínculo mãe-bebê, que fundamenta a maternidade. • Propicia à mãe e ao bebê uma experiência de engrandecimento porque eles literalmente vivenciaram o parto. • O bebê está física e psicologicamente pronto para nascer, tem seus órgãos internos prontos para se adaptarem ao mundo externo, de alguma forma sabe que está nascendo, e, após o parto, está atento e alerta, pronto para reconhecer e se relacionar com sua mãe. Seu batimento cardíaco e sua respiração vão se acomodando à nova condição terrestre, sem violência ou pressa• A amamentação encontra-se favorecida e estimulada, uma vez que ela também depende da liberação de ocitocina. • A mãe está ativa, participativa, atenta, pronta e confiante, tendo melhores condições para desenvolver o vínculo com seu bebê.

Quais as desvantagens do parto normal? O parto normal é um acontecimento imprevisível em todos os seus aspectos, nunca se sabe ao certo qual será a data, nem o horário em que ele acontecerá. A mulher também não sabe como vivenciará o processo de trabalho de parto, não sabe se sentirá muita dor, tem dúvidas a respeito de seu comportamento emocional durante o trabalho de parto. Enfim é preciso que ele aconteça para saber o que é, não esquecendo que o atendimento multi-profissional ‘a gestante facilita este momento, promovendo auto-confiança e amparo.

Qual é alimentação aconselhada durante a gravidez? O ideal é uma alimentação balanceada e fracionada: comer em pequenas quantidades a cada 2 horas. Iniciar o dia com um bom café da manhã, com uma fruta ou suco natural, algum tipo de cereal, se possível integral (pão integral, granola, müsli, barrinhas de cereais…), dar preferência à coalhada ou iogurte natural (evitando os industrializados) ao invés do leite. Se quiser, pode tomar algo quente, chá sem cafeína, como camomila, erva doce, menta, maça, etc. (evite o chá mate, os chás pretos e o café). Duas horas após o café da manhã, deve-se fazer um lanche leve e não muito calórico como uma fruta, uma cenoura crua ou uma barrinha de cereal. Após duas horas vem o almoço que deve conter muitas verduras e legumes crus e cozidos, com pratos sempre coloridos, pois cada vitamina confere uma coloração ao alimento. As saladas devem ser regadas com azeite de oliva de boa qualidade (prensado a frio). Além disso, necessita de uma porção de proteína que pode ser proveniente da carne vermelha ou branca, do tofu (queijo de soja), ovos, queijos, grãos (feijão, lentilha, grão de bico, soja, etc), sementes (nozes, castanhas, amêndoas, gergelim, etc). Necessita-se também de uma porção de carboidratos, como o arroz integral ou branco, a batata, o cará, o inhame, a mandioquinha, etc. Evite tomar líquidos durante o almoço e comer sobremesa, pois eles atrapalham a digestão dos alimentos. É bom salientar que a maior parte do almoço deve ser composta de verduras e legumes para auxiliar no transito intestinal. Entre o almoço e o jantar podemos ter um ou dois lanches, leves e poucos calóricos (frutas, sucos naturais etc…). O jantar deve acontecer até as 19 ou 20 horas e deve ser mais leve do que o almoço, pois, a gestante não deve deitar-se com o estomago cheio para evitar refluxo. Antes de dormir pode comer uma fruta ou tomar um chá com uma torrada.

Qual é o perigo de um raio-X do tórax durante a gravidez? O risco de má formação no feto está relacionado ao nível de radiação a que ele é exposto. .As malformações em animais e humanos parecem aumentar na população que recebeu uma quantidade de radiação maior que 10 radiações, o RX de tórax,por exemplo, tem 0,008 radiações, ou seja, um único RX não deve causar nenhum problema.É claro que não aconselho ninguém a se expor a qualquer radiação durante a gestação, mas um RX de tórax ou RX de seios da face certamente não provocarão nenhum problema grave.

É normal ter cólicas durante a gravidez? Por que elas acontecem? Sim, é comum a gestante ter cólicas principalmente no inicio da gravidez. Essas cólicas acontecem em decorrência do próprio crescimento uterino. Se as cólicas forem muito fortes pode não ser fisiológico e é melhor procurar atendimento médico.

Quantas ultra-sonografias são aconselháveis durante a gestação, para que o feto não seja prejudicado? Este exame não provoca mal ao feto, porém não há necessidade de realizar exames mensalmente. O ideal é realizar um exame no início da gestação para avaliar a idade gestacional. Outro com 20 semanas para avaliar a formação fetal. No final da gestação um outro ultra-som poderá ser realizado para avaliar o bem estar fetal. Este exame será realizado a critério médico.

O que significa DHEG? Trata-se de Doença Hipertensiva Específica da Gravidez. Condição passível de acompanhamento e controle, mas que pode implicar em riscos materno-fetais. A falta de controle faz com que esta seja a primeira causa de morte materna no Brasil. Para tanto, o acompanhamento médico é fundamental e as orientações gerais podem ser efetuadas ambulatorialmente pelo enfermeiro.

O que é e para que serve o exame de amniocentese? É um exame em que se coleta líquido amniótico por meio de punção da bolsa das águas. Este líquido pode ser analisado e indicar condições de saúde, maturidade, etc., do feto. É um exame que deve ser criteriosamente indicado pelo médico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário