Postagens Mais Acessadas

29.4.10

Mamãe Estressada pode Estressar seu Bebê na Gestação


Mâe estressada - bebê estressado? As pesquisas têm apontado que mães submetidas ao estresse prolongado durante a gestação podem dar a luz a bebês já estressados e aumentar o índice de crianças ansiosas no futuro. Este é um dado interessante, pois esta premissa era parcialmente aceita, mas ainda nâo comprovada. A dosagem de cortisol (hormônio que participa do estresse)veio jogar luz em pesquisas mais aprofundadas como a que leremos a seguir. Um novo estudo afirma que crianças cujas mães sofreram de estresse durante a gravidez têm mais probabilidade de sofrer de ansiedade. Os cientistas da Universidade de Bristol afirmam que hormônios produzidos em decorrência de estresse podem atravessar a placenta e trazer implicações de longo prazo sobre o bebê. Os pesquisadores encontraram altos níveis de cortisol em crianças de 10 anos de idade cujas mães tiveram muita ansiedade nos meses finais da gravidez. A descoberta, divulgada na publicação Biological Psychiatry, está de acordo com estudos feitos anteriormente em animais. O terapeuta americano Thomas O'Connor, da Universidade de Rochester em Nova York, estudou 74 crianças de 10 anos em colaboração com a Universidade de Bristol e o Imperial College de Londres. Como se deu o estudo? Saliva Eles analisaram amostras de saliva de manhã cedo, em três dias consecutivos de aulas na escola, para monitorar o nível de hormônios produzidos pelo estresse. As mães dessas crianças haviam completado questionários dez anos antes, enquanto estavam grávidas, sobre eventual estresse ou ansiedade que sofreram durante os meses de gestação. Os pesquisadores compararam as informações dos questionários com os resultados dos testes de saliva. Aquelas crianças que apresentaram altos níveis de cortisol eram, na maior parte, nascidas de mulheres que afirmaram ter se estressado durante a gravidez. O'Connor disse que estes resultados oferecem a maior prova até hoje de que o estresse pré-natal está associado ao impacto de longo prazo na produção de hormônios ligados à ansiedade. "Vários estudos com crianças e adultos sugerem que elevados níveis de base de cortisol estão associados a riscos psicológicos, como depressão e ansiedade", observou. As novas descobertas podem levar a mecanismos que ajudariam a prever distúrbios psicológicos 'a partir dos níveis de estresse pré-natal. Prevenção estaria na "ordem do dia" para assegurar a sãúde mental da mãe e seu bebê. BBC BRasil Dúvidas, dirija ao blog ou email.

Um comentário:

  1. Estou gravida de 30 semanas, estou em repouso absoluto pois já estou com dilatação e muitas dores tipo colicas mestruais. Meu bebe continua agitado e com batimentos cardiacos de 160 por minuto. O que pode estar ocorrendo.
    obrigada

    ResponderExcluir