Postagens Mais Acessadas

27.5.13

Colo não faz mal e os bebês adoram


A mãe logo que o bebê nasce sente o imenso desejo de tê-lo nos braços, olhar seu rostinho e afagar seu corpo macio e sedento de calor e afeto.
Nos anos 50 alguns psicólogos recomendavam às mães que deixassem seus bebês chorarem, do contrário, seus filhinhos seriam manhosos, dependentes e só se acalmariam no colo. O vicio em colo seria tanto que as mães não poderiam fazer mais nada a não ser ficar dia e noite com a criança nos braços.
Hoje os modernos estudos na área de neurociências mostram o inverso – colo faz bem. O bebê deixado sozinho pode sentir-se abandonado, angustiado e amedrontado.  Sentimentos e sensações que não fazem bem a nenhum ser humano, principalmente numa fase tão delicada e desprotegida que é o primeiro ano de vida do bebê.
Quando a mãe está perto, o cheiro familiar, a frequência cardíaca e a frequência respiratória retornam ao bebê a deliciosa sensação de um dia já ter vivido e sentido isso. O ambiente devolve ao bebezinho a inspiração de um momento mágico experiênciado dentro do útero. É como se ele estivesse restituindo a magia de uma convivência de proteção e amparo total.
O corpo da mãe promove instantaneamente o relaxamento do bebê – é um verdadeiro “Prozac”.
A mãe que pega seu bebê no colo fica menos ansiosa e mais confiante em sua maternagem, e por sua vez,  o bebê também entra nessa sintonia: fica mais tranquilo, mama melhor, sente menos cólica e chora menos.
E ai? Vale a pena acalentar o bebê no colo?
Outro dado que reforça o quanto o bebê precisa de um colinho em seu início de vida é a sua capacidade visual. De início eles enxergam a uma distância de 20 a 30 cm, o suficiente para mirar a face da mãe, encontrar o mamilo e se deliciar do contato olho a olho com sua mãe.
Deixar o bebê chorar e não confortá-lo pode causar danos permanentes na criança. Os estudos comprovam esses danos por meio de estudos de imagem cerebral.
E ai, vai deixar chorar conforme a comadre recomendou?
As crianças que choram sem ser aplacadas em seu desconforto e sofrimento podem tornar-se adultos mais suscetíveis ao estresse, carentes, inseguros, dificuldade de contato social,  e muitos referem um sentimento de vazio inexplicável.
O contato mais íntimo com os bebês proporciona uma vida mais segura e promove no futuro relações mais saudáveis no ambiente que as rodeiam.
O colo desperta no bebê uma experiência de amorosidade, segurança e totalidade. Aqui não estou afirmando que os bebês devem ficar no colo o dia todo e que suas mães não podem nem sequer experienciar um banho relaxante e um copo de água fresca. Muito menos que seus bebês não podem nem sequer dar um "resmunguinho". Estou enfatizando, tão apenas, bom senso e carinho para esse nobre hospede que ficará conosco por muito e muito tempo.
Perto de suas mães os bebês se sentem em casa. Se o bebê chora é por que ele não sabe falar: "ei você ai, poderia trocar minhas fraldas. Eu estou sujinho e com fome" !
Os bebês gostam muito de um colinho e algumas posições facilitam seu dia a dia:

A)Colinho na vertical: após a mamada auxilia o bebê a arrotar, B) de costas para o peito da mamãe: permite que o bebê tenha uma visão melhor do ambiente, C) face a face: o bebê pode se alimentar das expressões faciais da mamãe, D) de bruços: ajuda a aplacar as cólicas do bebê.

4 comentários:

  1. Olá tenho uma bebezinha de 8 meses, eu a pegava muito no colo até porque sou sozinha e meu marido trabalha o dia todo, não tinha problemas com ela, porém desde que ela nasceu sempre que me afastava um pouquinho ela chorava agüentava no máximo por 1 hora sem minha presença, porém teve um dia ela com 7 meses que precisei me ausentar por 4 horas e a deixei com uma pessoa de confiança para cuidar dela, isso por 2 dias só que ela chorou até dormir, quando a busquei ela começou a ter comportamento estranho, mal podia sair da visão dela que ela chorava, hoje com 8 meses eu não consigo cozinhar e quando consigo não consigo comer, nem tomar banho nem ir ao banheiro pois ela chora se a deixo no chão ou na cama ou sozinha, quando vou ao banho tomo junto com ela, ao banheiro ela fica no chão ao meu lado, pra cozinhar é carregando no colo e fazendo a comida largo um pouco no cadeirão pois consigo entreter ela com frutinhas e biscoitos as vezes ela fica quietinha mas tem dias q só o colo a conforta, ou peito quando já está hiper estressada, me mudei para o interior tem 1 mês e até agora não consegui tirar minhas roupas das caixas pra colocar no armário, preciso de ajuda especializada, algum neuropediatra ou algum bom profissional pra me indicar? Já estou em desespero, tem dias q não tem jeito preciso fazer faxina e arrumar as caixas e tenho que deixá-la chorando horrores, está cada dia mais escandalosa e isso me deixa nos nervos, pq não faço nem um nem outro! Se puder me ajudar eu agradeceria muito. Uma mãe desesperada!

    ResponderExcluir
  2. Meiky fique calma que tudo dará certo. Alguns bebês são mais requerentes do que outros. pense em como foi o período em que voce engravidou. as vezes a resposta está em nosso estresse ou ansiedade dessa fase. Por outro lado, sua bebê ainda é muito pequenina para saber o que é manha. Tenha paciência, que conforme ela vai percebendo que o vinculo de vcs é bem forte, ela também vai adquirindo confiança em "dar corda" para a relação de voces. Procure de manhã escolher um período para brincarem ou passearem ao ar livre e repita o mesmo processo a tarde. quando seu marido estiver em casa, deixe-a um pouco com ele e peça para ele distraí-la e brincar com ela. se houver outra pessoa de sua confiança, deixe-a brincar um pouco com sua bebê em sua presença. se nada disso der certo, consulte uma especialista na relação mãe-bebê. Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Minha bebe tem 5 meses e so quer o meu colo, nao consigo fazer nada . Se a deixo do meu lado ela chora na mesma . Minha mae disse para deixar ela chorar , ja tentei , mas ela chora por 10 sem parar .Depois dorme uns 20 minutos e acorda a chorar mais ainda . Nao sei o que fazer pois sou mae solteira e Não tenho muita ajuda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Laiz, obrigada pelo contato.
      Laiz, eu imagino seu sufoco em ter que ouvir a voz da experiência e seguir seu coração. Bem, os bebês são muito espertos, pois, eles só colocam a boca no trombone quando precisam de ajuda. Provavelmente seu bebê está entrando na fase de ansiedade de separação. Nesse momento o bebê só requer a mãe, pois morre de medo que ela desapareça. Fique calma, é só uma fase e como tal vai passar. Uns bebês são mais chorões e outros menos. Procure ser carinhosa e evite deixar seu bebê chorar. Ela não está fazendo manha e muito menos está viciada em colo. Você tem o Sling? Pode ser que esse dispositivo lhe ajude muito. Boa sorte!! Dra. Regiane

      Excluir